December



Dezembro é mês de festa (Hanukkah, Kwanzaa, Natal), mas é também um período de muito cuidado com as finanças. Passada a ressaca das festividades, é preciso ter um orçamento adequado para conseguir arcar com as obrigações de todo início de ano gregoriano, como pagamento de impostos. Os municípios costumam dar descontos para pagamentos à vista de ditos valores, enquanto os governos subnacionais fazem o mesmo com os impostos de veículos.

Os cidadãos ainda se perdem no planejamento das contas ao longo dos meses, e veem os compromissos financeiros do início do ano como despesas esporádicas, e não como gastos fixos (como seria o ideal).

Eletrodomésticos, eletroeletrônicos, jogos, roupas e calçados em bom estado de conservação (e que não estão em uso em casa), podem ser colocados à venda para reforçar o orçamento para Janeiro. Esta é uma boa forma de preencher a reserva de emergência.

Pagar à vista impostos, materiais escolares e cursos, permite (além da possibilidade do acesso a um desconto) a desoneração do orçamento durante os próximos meses.

É importante fazer o máximo possível para não acumular dívidas ao longo do ano, correndo o risco de extrapolar o orçamento e ficar inadimplente.

Melhor não se empolgar muito com as viagens. A saída de final de semana pode parecer inofensiva, mas gastos com gasolina, refeição e hospedagem, podem facilmente sair do orçamento.

Os pacotes de viagem nessa época do ano, são muito mais caros. Portanto, busque por passeios alternativos, como os parques e museus da sua cidade. Esses lugares costumam ter um preço mais acessível e, muitas vezes, oferecem atividades gratuitas para adultos e crianças.

Se entrou endividado no novo ano gregoriano, o melhor é quitar todos os compromissos financeiros antes de pensar em novas compras. O mais correto é estabelecer prioridades.

Com muita dívida para pagar, é preciso focar no que realmente é necessário para o dia a dia da família, e adiar compras que não são urgentes. Se você começa a contrair mais dívidas, fica cada vez mais difícil se reorganizar depois.

Para não se apertar em qualquer época do ano, comece a organizar melhor suas finanças. O mundo precisa aprender a se planejar financeiramente, para um horizonte mais amplo de tempo, e assim parar de viver somente dentro de um mês.

No entanto, que todo esse planejamento não vire afã disfarçado de responsabilidade; mas também que não seja pretexto para não se projetar em diversos assuntos da vida.