Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Philip of Bethsaida & James the Just


• Filipe de Betsaida •


Filipe de Betsaida,
interpretado por Matheus Fagundes
em 2018-2019.
 
Os evangelistas Mateus, Marcos e Lucas nos dão de Filipe somente o nome e o lugar do nascimento: Betsaida. João nos oferece mais particularidades acerca da personalidade de Filipe, apresentando-o, antes de tudo, vinculado pela amizade com o apóstolo Natanael-Bartolomeu, que ele apresenta a JESUS: «Encontramos Aquele de quem escreveram Moisés, na Lei, e os Profetas: JESUS. Vem e vê» (João 1:45-46).

No relato da milagrosa multiplicação dos pães, é a Filipe que JESUS dirige a bem conhecida pergunta: «¿Ônde compraremos pão, para que esta gente possa comer?» (João 6:5). Filipe não entende o significado da pergunta, e depois de dar uma olhada à multidão, disse: «Duzentos denários de pão não seriam suficientes para que cada um receba um pedaço» (João 6:7).

O jeito um tanto embaraçado de Filipe vem à tona na última informação do Evangelho a respeito dele. Na Última Ceia, JESUS fala aos Seus apóstolos acerca da TRINDADE. Filipe está abismado pelo mistério, mas quer simplificar demais: «Senhor, mostra-nos o Pai e isto nos basta» (João 14:8). O resto da vida de Filipe está encoberto na obscuridade, como também sua morte. A tradição mais comum afirma que ele morreu crucificado, de cabeça para baixo, diante da estátua de Marte em Gerápolis, província romana da Ásia (dentro da postreira província da Frígia), no tempo do imperador Domiciano, ou talvez Trajano, aos 87 anos de idade.

• Tiago, o Justo •


Tiago Justo,
interpretado por Gil Coelho
em 2018-2019.
 
Tiago entra em cena como bispo de Jerusalém após o martírio de Tiago Maior (filho de Zebedeu, e irmão do apóstolo e evangelista João) no ano 42 d.C., e após o apóstolo Pedro se afastar de Jerusalém. Portanto, o primeiro bispo de Jerusalém foi um dos irmãos de JESUS por parte de pai (José). Este Tiago, especificamente, sobressaiu pela Carta que dirigiu, como encíclica, a todas as comunidades cristãs. Leem-se aí fortes expressões de admoestações que a distância de dois milênios não perdeu sua perene atualidade: «Ricos, chorai por causa das desgraças que estão para vos sobrevir. O salário, do qual privastes os trabalhadores que ceifaram vossos campos, clama (…)» (Tiago 5:1-6).

Da morte de Tiago Justo possuímos informações de antiga data. Entre as mais consideráveis, a do historiador hebreu Flávio Josefo, segundo o qual o apóstolo teria sido condenado ao apedrejamento no ano 61 ou 62 d.C. pelo sumo pontífice (sacerdote) hebreu Anás II, que se aproveitou da morte do governador romano Festo para eliminar o bispo de Jerusalém.