Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Jephthah's daughter

«A filha de Jefté recebe seu pai». Uma pintura de Gustave Doré feita em 1865.

Juízes 11:31


(A Bíblia para Todos)

Oferecerei em holocausto a primeira pessoa que sair de minha casa, ao meu encontro, quando voltar da guerra. Oferecerei essa pessoa em sacrifício.


Palavras de Jefté, filho de Gileade (da tribo de Gade que possuiu a terra de Gileade), futuro juiz de Israel, logo após reunir tropas de Gade e Manassés Oriental para combater os invasores amonitas que dominaram Israel entre 1150 e 1133 a.C.

Comentários:

Quando fez seu voto, Jefté sabia que a sua filha poderia ser a primeira pessoa que ele encontraria. Mas saber isso não tornou as coisas mais fáceis. Seria um verdadeiro sacrifício para os dois cumprir esse voto. Jefté, por exemplo, rasgou as roupas quando viu sua filha, e disse que ela tinha partido seu coração. É difícil dizer o que Jefté fez para cumprir seu voto, mas pensa-se que ele não ofereceu sua filha como um holocausto. Tal sacrifício teria sido uma abominação a YHWH; portanto, supõe-se que Jefté a forçou a permanecer solteira e separada de sua família. E sua filha chorou sua virgindade, visto que não poderia se casar. Além disso, Jefté não tinha outros filhos. Aquela filha era sua única chance de ter netos. Não haveria herdeiros para cuidar das propriedades nem para continuar o nome da família. Mas isso não era a principal preocupação deles. ¿Cômo sabemos? Jefté disse: «Fiz um voto a YHWH e não posso voltar atrás». E sua filha respondeu: «Faça comigo conforme prometeu» (Juízes 11:35-39).

Jefté e sua filha são excelentes exemplos para nós. Eles foram leais e nem passou pela cabeça deles quebrar uma promessa feita ao Deus Altíssimo, por mais difícil que isso fosse (Deuteronômio 23:21; 23:23; Salmo 15).

Most visited posts of this week:

Mary of Clopas

Maria de Cleofas (ou Clopas)
Memória simbólica: 09 de Abril (ou 24 de Abril, juntamente com Salomé, mãe dos apóstolos Tiago Maior e João Evangelista, filhos de Zebedeu).

Leitura principal: Marcos 15:40-41; 16:1-7.

Era a esposa de Cleofas/Clopas (Alfeu), e mãe de Tiago Menor e de José. (Mt 27:56, 27:61; João 19:25) A tradição, embora sem nenhum apoio bíblico, diz que Clopas e José, pai adotivo de Jesus, eram irmãos. Se isto for verdade, então esta Maria era cunhada de Maria (mãe de JESUS), e os filhos, primos de JESUS.

Maria de Cleofas não somente estava entre as mulheres que tinham acompanhado JESUS desde a Galileia para ministrar-Lhe, mas também presenciou ser ele crucificado (Mateus 27:55; Marcos 15:40-41). Junto com Maria Madalena, Maria de Cleofas permaneceu algum tempo perto do túmulo dele naquela dolorosa tarde (Mateus 27:61). No terceiro dia, as duas e mais outras, foram ao túmulo com aromas e óleo perfumado para untar o corpo de JESUS, mas para seu espanto, encontraram o túmul…