Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Sincere reverent awe


1 Pedro 1:17


(Versão Fácil de Ler)

Vocês chamam de Pai Àquele que, sem parcialidade, julga a todos de acordo com as obras de cada um. Portanto, vivam uma vida reverente durante o tempo em que estiverem nesta terra na qual são estrangeiros.


Palavras do apóstolo Simão Pedro, filho de Jonas, dirigidas aos cristãos ao redor do mundo e de todas as eras. Esta carta foi redigida entre 62-64 d.C., desde a Babilônia da Mesopotâmia, onde havia uma importante colônia hebraica desde o exílio do século VI a.C.
Comentários:

Não somos apenas exortados à santidade, mas também a uma mente reverente. Isso significa um medo respeitoso, uma apreciação profunda de Quém é DEUS. Significa especialmente estarmos consciente de que Aquele a Quem nos dirigimos como Pai, é o mesmo que julga imparcialmente Seus filhos, de acordo com as obras feitas por cada um. Quando percebemos a extensão de Seu conhecimento e a precisão de Seu julgamento, devemos então viver com um saudável medo de desagradá-Lo. O Pai julga os Seus nesta vida; Ele confiou o julgamento dos pecadores ao Senhor JESUS (João 5:22).

Abraham Lincoln escreveu: «Ele (DEUS) está observando, levando tudo em conta, se há integridade de propósito, inteligência de mente, e desejo de coração para agradá-Lo».

Nós devemos passar o tempo da nossa peregrinação na terra com temor de DEUS. Os filhos de DEUS não estamos confortáveis ​​neste mundo. Estamos vivendo em um país estranho, exilado do Céu. Não devemos nos estabelecer aqui como se esta fosse nossa morada permanente, nem devemos imitar o comportamento daqueles que habitam na terra. Devemos sempre nos lembrar do nosso destino Celestial e nos conduzir como cidadãos do Céu.

Most visited posts of this week:

Seven reasons to fast

Sete motivos para jejuar
O jejum é a prática de não se alimentar durante determinado tempo (1 Reis 21:9). É voluntário, exige pureza de vida (Isaías 58:3-7), e exclui a exibição (Mateus 6:16-18). Em duas passagens bíblicas relata-se que a liderança da Igreja, seguindo o costume hebraico, orou com jejum (Atos 13:2-3; 14:23).

A prática do jejum não é obrigatória (exceto em Yom Kippur), mas é uma recomendação bíblica, porque as Escrituras trazem consigo alguns princípios que devem ser entendidos e seguidos.

Por isso, eis 7 motivos para jejuar:

1.- Crescer em intimidade com JESUS.
2.- Adquirir sabedoria e direção.
3.- Receber proteção.
4.- Experimentar o poder de DEUS.
5.- Esperar o cumprimento das promessas de DEUS em nossas cidades e nações.
6.- Deter uma crise individual, familiar ou nacional.
7.- Receber revelação profética do final dos tempos.

Kenneth Hagin afirmou o seguinte: «O jejum não muda a DEUS. Ele é o mesmo antes, durante e depois de seu jejum. Mas, jejuar mudará você. Vai l…