Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Truth that sets you free


João 8:31-32


(Nova Versão Transformadora)

31) JESUS disse aos judeus que creram n’Ele: “Vocês são verdadeiramente Meus discípulos se permanecerem fiéis a Meus ensinamentos.
32) Então conhecerão a verdade, e a verdade os libertará”.


Palavras de JESUS DE NAZARÉ (segunda Pessoa da SANTÍSSIMA TRINDADE: YHWH manifesto de três formas), dirigidas a Seus discípulos. Este discurso aconteceu durante Sucot (Festa dos Tabernáculos) do terceiro ano (28-29 d.C.) do Ministério de JESUS na Terra (26-30 d.C.)


Comentário:

JESUS fez uma distinção entre aqueles que são discípulos e aqueles que são verdadeiramente Seus discípulos. Um discípulo é alguém que professa ser um aprendiz, mas um verdadeiro discípulo é aquele que se entregou de maneira real ao SENHOR JESUS CRISTO. Aqueles que são verdadeiros crentes têm estas características: eles permanecem em Sua Palavra. Isso significa que eles continuam nos ensinamentos de CRISTO. Eles não se afastam d’Ele. A verdadeira fé sempre tem a qualidade da permanência. Eles não são salvos permanecendo em Sua Palavra, mas permanecem em Sua Palavra porque são salvos.

Todos os verdadeiros discípulos recebem a promessa de que conhecerão a verdade, e a verdade os libertará. Os judeus não conheciam a verdade e estavam sob uma terrível forma de escravidão. Eles estavam na escravidão da ignorância, erro, pecado, lei e superstição. Aqueles que verdadeiramente conhecem o SENHOR JESUS são libertos do pecado, andam na luz e são guiados pelo ESPÍRITO SANTO de DEUS.

O próprio JESUS é a verdade que nos liberta (João 8:36). É a fonte da verdade, a norma perfeita do que é bom. Liberta-nos das conseqüências do pecado, do auto-engano, e do engano de Satanás. Isso nos mostra claramente o caminho para a vida eterna com DEUS. JESUS não nos dá liberdade para fazer o que queremos, mas liberdade para seguir a DEUS. Ao procurar servir a DEUS, a verdade perfeita de JESUS nos libera para sermos tudo o que DEUS quer que sejamos.

Most visited posts of this week:

Shavuot (Pentecost)

Pentecostes é o nome grego para um festival bíblico conhecido em língua hebraica como Shavuot: a Festa das Semanas (Levítico 23:15; Deuteronômio 16:9). A palavra grega significa «cinqüenta», e refere-se às cinco dezenas de dias que transcorrem desde a oferta movida da Páscoa (Levítico 23:4-22). A Festa das Semanas (Shavuot) celebra o fim da colheita de grãos.

Esta celebração é a segunda das três grandes festas anuais do Pentateuco (Torá). As outras são a Páscoa/Festa dos Pães sem Fermento, e Sucot/Festa dos Tabernáculos (Êxodo 23:14-16; Levítico 23:15-21; Números 28:26-31; Deuteronômio 16:9-12).

Etimologia
A Festa das Semanas (Shavuot) adquiriu o nome de Pentecostes, por causa de que se comemorava no dia qüinquagésimo a partir da jornada em que era movido o molho (feixe) da oferta (Levítico 23:15).

Em hebraico, o nome desta festa é Shavuot. Este vocábulo é plural de Shavua, que em hebraico significa «semana». Portanto, Shavuot significa «semanas».

Em grego, o nome desta festa é Pentec…