Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Rescuing the lost


Gálatas 6:1


(Nova Versão Transformadora)

Irmãos, se alguém for vencido por algum pecado, vocês, que são guiados pelo ESPÍRITO, devem, com mansidão, ajudá-lo a voltar ao caminho certo. E cada um cuide para não ser tentado.


Palavras do apóstolo Paulo de Tarso, escritas entre 50-60 d.C., dirigidas aos cristãos da província romana da Galácia.


Comentários:

Aqui temos uma declaração cativante sobre cômo um crente que pecou deveria ser tratado por outros cristãos. Ser apanhado em alguma falha, descreve um homem que cometeu um ato de pecado, em vez de alguém que geralmente é pecador. Tal pessoa deve ser confrontada por cristãos espirituais. Um cristão carnal poderia, com uma atitude dura e fria, fazer mais mal do que bem. Nem uma parte culpada seria suscetível a receber uma advertência de alguém que está fora de contato com o Senhor JESUS.

Este verso levanta uma questão interessante. Se um homem é verdadeiramente espiritual, ¿ele admitiria isso? ¿Não são os espirituais mais conscientes de suas falhas? A resposta é esta: um homem verdadeiramente espiritual nunca se gabará de sua condição, mas terá o coração terno de um pastor, que o fará querer restaurar o transgressor. Ele não agirá em um espírito de orgulho ou superioridade, mas em um espírito de mansidão se lembrará de que ele também pode ser tentado.

Most visited posts of this week:

Seven reasons to fast

Sete motivos para jejuar
O jejum é a prática de não se alimentar durante determinado tempo (1 Reis 21:9). É voluntário, exige pureza de vida (Isaías 58:3-7), e exclui a exibição (Mateus 6:16-18). Em duas passagens bíblicas relata-se que a liderança da Igreja, seguindo o costume hebraico, orou com jejum (Atos 13:2-3; 14:23).

A prática do jejum não é obrigatória (exceto em Yom Kippur), mas é uma recomendação bíblica, porque as Escrituras trazem consigo alguns princípios que devem ser entendidos e seguidos.

Por isso, eis 7 motivos para jejuar:

1.- Crescer em intimidade com JESUS.
2.- Adquirir sabedoria e direção.
3.- Receber proteção.
4.- Experimentar o poder de DEUS.
5.- Esperar o cumprimento das promessas de DEUS em nossas cidades e nações.
6.- Deter uma crise individual, familiar ou nacional.
7.- Receber revelação profética do final dos tempos.

Kenneth Hagin afirmou o seguinte: «O jejum não muda a DEUS. Ele é o mesmo antes, durante e depois de seu jejum. Mas, jejuar mudará você. Vai l…