Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Let's be saints


1 Pedro 1:15-16


(Nova Versão Transformadora)

15) Agora, porém, sejam santos em tudo que fizerem, como é santo Aquele que os chamou.
16) Pois as Escrituras dizem: “Sejam santos, porque Eu sou santo”.


Palavras do apóstolo Simão Pedro, filho de Jonas, dirigidas aos cristãos ao redor do mundo e de todas as eras. Nesta ocasião, o apóstolo está citando Levítico 11:44-45; 19:2; e 20:7.

Esta carta foi redigida entre 62-64 d.C., desde a Babilônia da Mesopotâmia, onde havia uma importante colônia hebraica desde o exílio do século VI a.C.


Comentário:

Em vez de imitar o mundo ímpio com suas modas e estilos, nossas vidas devem reproduzir o caráter sagrado daquele que nos chamou. Ser piedoso significa suportar a semelhança moral de DEUS. Ele é santo em todos os seus caminhos. Se queremos ser como Ele, devemos ser santos no que fazemos e dizemos. Nesta vida nunca seremos tão santos como Ele é, mas devemos ser santos porque Ele é.

Pedro volta ao Pentateuco para mostrar que DEUS espera que Seu povo seja como Ele. Em Levítico 11:44, o YHWH disse: «Sede santos, porque Eu sou santo». Os cristãos têm o poder de viver vidas santas por causa do ESPÍRITO SANTO que habita neles. Os santos que viveram antes de CRISTO não tiveram essa ajuda e bênção. Mas porque temos mais privilégios, somos também mais responsáveis. O verso do Livro de Levítico que Pedro cita, adquire uma nova profundidade de significado depois de CRISTO. É a diferença entre o formal e o vital. Santidade era o ideal de DEUS no período antes de CRISTO. Assumiu uma qualidade concreta e cotidiana, com a vinda do ESPÍRITO da verdade.

Enfim: Depois que as pessoas dedicam suas vidas a CRISTO, elas ainda sentem atração por seus costumes passados. Pedro nos diz que devemos ser como nosso PAI CELESTIAL, santos em tudo o que fazemos. Santidade significa permanecer totalmente devoto ou dedicado a DEUS, separado para o Seu uso especial, e separado do pecado e da sua influência. Devemos nos separar e ser diferentes, não nos misturando com a multidão. Nós não deveríamos ser diferentes apenas por causa disso. O que nos faz diferentes são as virtudes de DEUS aplicadas à nossa vida. Nossas prioridades devem ser d’Ele. Tudo isso contrasta diretamente com nossos costumes anteriores (1 Pedro 1:14). Nós não podemos nos tornar santos por nossos próprios esforços; por isso DEUS nos dá o ESPÍRITO SANTO para nos ajudar a sermos obedientes, e nos capacita a vencer o pecado. Não use a desculpa de que você não pode evitar cometer pecado. Peça a DEUS para ajudá-lo a se livrar das garras do pecado.

Most visited posts of this week:

Yom Teruah / Rosh Hashanah

A Festa das Trombetas (em hebraico: יוֹם תְּרוּעָה, Yom Teruá, ‘dia de gritar/ detonar’), ou Rosh Hashaná (em hebraico: ראש השנה, Rosh Ha-Shaná, ‘cabeça do ano’), é o ano novo bíblico civil, comemorado a 1 de Etanim ou Tishrei (sétimo mês do calendário bíblico cultual; ou o primeiro no calendário civil, conforme Levítico 23:24-25). Celebra-se desde o entardecer do dia anterior (29 de Elul) até o anoitecer do primeiro dia de Etanim.

Para o início do ano bíblico existem dois critérios:

1.- A Torá (Pentateuco) estabelece que o mês de Abibe ou Nisã (março-abril) é o primeiro dos meses do ano, em cujo primeiro dia se comemora o ano novo cultual (Êxodo 12:2; 13:3-5).

2.- No mês hebraico de Etanim ou Tishrei (setembro-outubro) comemora-se o dia em que DEUS criou o mundo e, conforme a opinião do rabino Eleazar ben Shammua, a partir desta jornada se contam os anos. Esta é a data da Festa das Trombetas (em hebraico: זכרון תרועה, Zikron Teruá, ‘comemoração com soar de trombetas’) estabelecida e…