Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Thanksgiving Day

O primeiro Dia de Ação de Graças,
afresco de Jean Leon Gerome Ferris (18631930).
O Dia de Ação de Graças, conhecido em inglês como Thanksgiving Day, e em francês como Jour de l'Action de grâce, é um feriado celebrado nos Estados Unidos e no Canadá, observado como um dia de gratidão a DEUS pelos bons acontecimentos ocorridos durante o ano. Neste dia, pessoas dão as graças com festas e orações.

• Nos Estados Unidos se celebra na quarta quinta-feira do mês de novembro.
• No Canadá, porém, se celebra na segunda segunda-feira de outubro.

Origens


O Dia de Ação de Graças, na América do Norte, tem as suas origens numa mistura de tradições europeias e aborígenes. Na Europa, os festivais se realizavam antes e depois dos ciclos da colheita para agradecer pela boa ceifa, e para celebrar depois do duro trabalho junto com o resto da comunidade. Nessa época, os nativos norte-americanos também celebravam o final da colheita. Quando os europeus chegaram pela primeira vez ao continente americano, levaram suas próprias tradições (festas da colheita) desde seu continente, celebrando o final da sua viagem, a paz e a boa colheita. Embora as origens do dia de Ação de Graças são parecidas no Canadá e nos Estados Unidos, os estadunidenses não soem (não costumam) celebrar as contribuições feitas na ilha de Newfoundland (Terra Nova), enquanto que os canadenses não celebram as contribuições em Plymouth, Massachusetts.

Canadá


A origem do primeiro Dia de Ação de Graças no Canadá, se remonta até o explorador Martin Frobisher, que procurou um caminho pelo norte até o oceano Pacífico. Frobisher não celebrava o dia por causa da colheita, mas por ter sobrevivido à longa viagem desde a Inglaterra, através de mares tormentosos e repletos de icebergs. Em sua terceira e última viagem a estas regiões em 1578, Frobisher realizou uma cerimônia formal na atual baía de Frobisher, na ilha de Baffin (que pertence à província canadense de Nunavut) para dar graças a DEUS. Mais tarde, celebraram a comunhão num serviço oficiado pelo ministro Robert Wolfall, o primeiro serviço cristão desse tipo na região. Anos depois, a tradição da festa continuou na medida que foram chegando mais habitantes às colônias no Canadá.

As origens do Dia de Ação de Graças no Canadá também podem se remontar aos inícios do século XVII, quando os franceses chegaram à Nova França com o explorador Samuel de Champlain, e celebraram suas colheitas exitosas. Os franceses da zona soíam (acostumavam) ter festas no final da temporada de colheitas, e continuavam celebrando durante o invierno boreal, e inclusive compartilhavam seus alimentos com os aborígenes da região.

Quando foram chegando para o Canadá mais imigrantes europeus, as celebrações depois duma boa colheita foram virando tradição. Os irlandeses, escoceses e alemães também adicionaram seus costumes às festas. A maioria dos costumes estadunidenses relacionados com o dia de Ação de Graças (como o peru e as galinhas da Angola), incorporaram-se quando os lealistas escaparam dos Estados Unidos durante a Revolução estadunidense, e se estabeleceram no Canadá.

Estados Unidos da América


Os primeiros Dias de Ação de Graças na Nova Inglaterra eram festivais de gratidão a DEUS, em agradecimento às boas colheitas anuais. Por esta razão, o Dia de Ação de Graças é festejado no outono setentrional, após a colheita ter sido recolhida, e é comemorado na quarta quinta-feira de novembro.

O primeiro deles foi celebrado em Plymouth, Massachusetts, pelos colonos que fundaram a vila em 1620. Após péssimas colheitas e um inverno rigoroso, os colonos tiveram uma boa colheita de milho no verão de 1621. Por ordem do governador da vila, em homenagem ao progresso desta colheita em relação a anos anteriores, uma festividade foi marcada no início do outono boreal de 1621. Os homens de Plymouth mataram patos e perus. Outras comidas que fizeram parte do cardápio foram peixes e milho. Cerca de noventa índios também participaram da festividade. Todos comeram ao ar livre em grandes mesas.

Porém, por muitos anos, o Dia de Ação de Graças não foi instituído como feriado nacional, sendo observado como tal em apenas certos estados unidos, como Nova York, Massachusetts e Virgínia. Em 1863, o então presidente dos Estados Unidos, Abraham Lincoln, declarou que a quarta quinta-feira do mês de novembro seria o Dia Nacional de Ação de Graças.

Mas em 1939, o presidente Franklin Delano Roosevelt instituiu que esse dia seria celebrado na terceira semana de novembro, com o intuito de ajudar o comércio, aumentando o tempo disponível para propagandas e compras antes do Natal (pois na época, era considerado inapropriado fazer propagandas de produtos natalinos antes do Dia de Ação de Graças). Como a declaração de Roosevelt não era mandatória, 23 estados adotaram a medida instituída por Roosevelt, e 22 não o fizeram, com o restante tomando ambas as quintas-feiras (a da terceira e a da quarta semana de novembro) como Dia de Ação de Graças. O Congresso estadunidense, para resolver este impasse, instituiu então que o Dia de Ação de Graças seria comemorado definitivamente na quinta-feira da quarta semana de novembro, e que seria um feriado nacional.

Conclusão


O Dia de Ação de Graças é, portanto, uma ocasião especial que muitos cristãos da América do Norte aproveitam para agradecer a DEUS pelas bênçãos recebidas d’Ele, além de lembrar o milagre da boa colheita de Plymouth (no caso dos Estados Unidos), ou da gratidão dos exploradores ingleses e franceses pelas boas colheitas do outono setentrional (no caso do Canadá).

É por isso que o Cristianismo, que esteve presente na vida dos exploradores europeus, comemora de maneira especial esta data, e agradece a DEUS pela boa providência que somente d’Ele pode vir.

¡Feliz Dia de Ação de Graças!