Pular para o conteúdo principal




→ Passport ←

Lazarus Saturday

«A Ressurreição de Lázaro» (pintura de 1310-1311), por Duccio di Buoninsegna.

Sábado de Lázaro


O Sábado de Lázaro é aquele sétimo dia da semana prévio ao Domingo de Ramos. Denomina-se «de Lázaro» justamente porque JESUS foi cear na casa dele antes de entrar em Jerusalém para viver a Semana da Paixão (ou Semana Santa).

Lázaro foi aquele que JESUS levantou dentre os mortos (João 11), e também foi irmão de Marta e Maria. Eles três moravam em Betânia, a leste de Jerusalém.

A ceia na casa de Lázaro aconteceu no sábado à noite, iniciando o domingo bíblico. O relato deste acontecimento está em João 12:1-11, onde também se narra o ódio dos sacerdotes para com Lázaro, pois por causa da ressurreição que ele experimentou, muitos judeus deixaram o judaísmo rabínico para se converterem a JESUS e serem Seus seguidores.

Data


A maneira bíblica de calcular a data desta comemoração, é tomar em conta o seguinte:

O Sábado de Lázaro tem que ser aquele sétimo dia da semana imediatamente anterior a 15 de Abibe/Nisã do calendário hebraico bíblico (o primeiro dia da Festa dos Pães sem Fermento).

Portanto, as datas deste dia são as seguintes no calendário gregoriano:

2000:   15 de abril
2001:   07 de abril
2002:   23 de março
2003:   12 de abril
2004:   03 de abril
2005:   23 de abril
2006:   08 de abril
2007:   31 de março
2008:   19 de abril
2009:   04 de abril
2010:   27 de março
2011:   16 de abril
2012:   31 de março
2013:   23 de março
2014:   12 de abril
2015:   28 de março
2016:   16 de abril
2017:   08 de abril
2018:   24 de março
2019:   13 de abril
2020:   04 de abril
2021:   27 de março
2022:   09 de abril
2023:   01 de abril
2024:   20 de abril
2025:   12 de abril
2026:   28 de março
2027:   17 de abril
2028:   08 de abril
2029:   24 de março
2030:   13 de abril

Most visited posts of this week:

Seven reasons to fast

Sete motivos para jejuar
O jejum é a prática de não se alimentar durante determinado tempo (1 Reis 21:9). É voluntário, exige pureza de vida (Isaías 58:3-7), e exclui a exibição (Mateus 6:16-18). Em duas passagens bíblicas relata-se que a liderança da Igreja, seguindo o costume hebraico, orou com jejum (Atos 13:2-3; 14:23).

A prática do jejum não é obrigatória (exceto em Yom Kippur), mas é uma recomendação bíblica, porque as Escrituras trazem consigo alguns princípios que devem ser entendidos e seguidos.

Por isso, eis 7 motivos para jejuar:

1.- Crescer em intimidade com JESUS.
2.- Adquirir sabedoria e direção.
3.- Receber proteção.
4.- Experimentar o poder de DEUS.
5.- Esperar o cumprimento das promessas de DEUS em nossas cidades e nações.
6.- Deter uma crise individual, familiar ou nacional.
7.- Receber revelação profética do final dos tempos.

Kenneth Hagin afirmou o seguinte: «O jejum não muda a DEUS. Ele é o mesmo antes, durante e depois de seu jejum. Mas, jejuar mudará você. Vai l…